Antônio Fernando avança na luta pela instalação de campus da UPE em Ouricuri

Antes mesmo de assumir o mandato na Assembleia Legislativa, o deputado estadual eleito Antonio Fernando (PSC) já arregaça as mangas para retribuir os 18.273 votos  que recebeu em sua cidade, Ouricuri, onde foi majoritário com larga diferença para o 2º colocado. “A ideia é retribuir com muito trabalho, porque essa não foi uma vitória minha, foi uma vitória do povo”, diz Antonio Fernando. Com essa disposição, ele não perdeu tempo para iniciar a defesa de seu projeto de instalação de uma universidade pública em Ouricuri.

Nos últimos dias, Antonio Fernando tem se movimentado para garantir a instalação de um Campus da UPE na cidade. “Conversei com o reitor da UPE e também tive um encontro com o Governador Paulo Câmara onde tratei sobre isso. A boa notícia é que o Governador foi favorável à nossa proposta e declarou que, no que depender dele, a juventude de Ouricuri vai ter direito de estudar numa unidade da Universidade de Pernambuco – UPE, sem precisar mais se deslocar para outros municípios”, comemorou o deputado eleito.

De acordo com Antonio Fernando, não faltam argumentos para que a sua proposta de educação superior pública e gratuita seja concretizada na segunda maior cidade do Araripe.

“Araripina já tem faculdades de direito, agronomia, contabilidade e de formação de professores. Nestas, os estudantes do Piauí e Ceará são maioria (cerca de 60%). Ou seja: as faculdades de lá vêm favorecendo mais os estudantes de outros Estados”, constata.

Antonio Fernando ressalta uma questão crucial no Sertão, que são as distâncias: “Foi feito um levantamento comparativo das distâncias de Ouricuri e de Araripina em relação às demais cidades do Araripe. Somente em um dia, a soma das distâncias para Araripina é maior em cerca de 900 km. Em um mês de aulas, a diferença chega a 18 mil km. Em um ano letivo (cerca de 10 meses), a distância para Araripina chega a ser 180 mil km maior”, explica o deputado eleito.  Segundo ele, “isso significa perda de tempo para os estudantes, gasto para as prefeituras com ônibus carregando os alunos e maior possibilidade de acidentes. Por isso, um campus da UPE em Ouricuri tornaria mais viável a vinda de alunos de todas as dez cidades do Araripe e do Sertão Central, tais como Parnamirim e Terra Nova. Em contrapartida, a instalação em Araripina favoreceria mais os alunos do Piauí e do Ceará, como já acontece atualmente”.

Toda a defesa de Antonio Fernando por um polo educacional em Ouricuri é baseada em dados consistentes. “O município de Ouricuri é cortado por duas estradas em forma de cruz, que cobrem toda a região. Dentro de um raio de 60 km ficam as dez cidades do Araripe com uma população de 360 mil habitantes. Se o raio for ampliado para 100 km, o círculo engloba uma população superior a 1 milhão de habitantes. Nem Petrolina e Caruaru têm uma posição geográfica com uma densidade populacional dessa magnitude”, explica.

Em suas análises, Antonio Fernando vai além: “O Crato, o Juazeiro do Norte e Barbalha, no Ceará, ficam a uma distância de 100 km. Juntas, essas cidades têm uma população superior a 600 mil habitantes. Sendo assim, Ouricuri é claramente o melhor local para implantação não só de um polo regional de educação superior como também de saúde. Sem esquecer que nós já merecemos a implantação de um aeroporto regional, já que até a década de 1960 Ouricuri tinha um aeroporto que recebia dois voos semanais, transportando os passageiros do Recife para o Sertão do Araripe”, conclui.

Por Edmar Lyra

Postar um comentário

MKRdezign

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Tecnologia do Blogger.
Javascript DisablePlease Enable Javascript To See All Widget