Antonio Fernando reforça em Brasília a defesa do transporte alternativo de Pernambuco


O deputado Antonio Fernando (PSC) ressaltou, em pronunciamento na sessão ordinária de ontem (18.09) da Assembleia Legislativa de Pernambuco – Alepe, pontos importantes da visita que fez a Brasília neste mês de setembro de 2019. A viagem tinha como foco uma série de visitas da Frente Parlamentar Interestadual em Defesa da Transposição do Rio São Francisco, mas o deputado incluiu na agenda, como prioridade, a luta pela regulamentação do transporte alternativo em Pernambuco.

Na Capital Federal, Antonio Fernando se reuniu - ao lado do deputado Augusto Coutinho (SD) -, com o diretor-geral da Agência Nacional de Transportes Terrestres  (ANTT), Mário Rodrigues Filho. Na pauta, os meios para a regulamentação federal do Transporte Alternativo. O deputado apresentou uma questão urgente para o diretor-geral da ANTT: as blitz contra os motoristas de VANS E “lotações” na divisa entre Pernambuco e Ceará, feitas de forma indiscriminada em estradas federais e estaduais.

“O diretor-geral da ANTT, Mário Rodrigues, reconheceu que havia limites para a atuação das blitz contra os motoristas de VANS e ‘lotações’. Saímos do encontro com uma promessa do diretor-geral de que as ações seriam suspensas na área da divisa entre os dois Estados”, disse Antonio Fernando.

Há cerca de dois meses, o deputado Antonio Fernando incluiu na pauta da ALEPE a discussão sobre a regulamentação do Transporte Alternativo. Desde então, vem se reunindo com representantes de cooperativas, associações e os próprios motoristas em todas as regiões do Estado. “Nós estamos ouvindo os motoristas para recolher diretamente com eles as ideias para que a regulamentação legal do Transporte Alternativo seja feita da melhor forma possível”, explicou Antonio Fernando.


Além dos encontros com a categoria, Antonio Fernando avançou ainda mais. O deputado é autor do projeto de lei  Nº 477/2019, que já tramita nas comissões da ALEPE. O projeto institui, dentro do transporte Intermunicipal de passageiros do Estado de Pernambuco, o Transporte Público Complementar de Passageiros e dá outras providências. “O objetivo deste projeto de lei é estabelecer as linhas gerais do Transporte Alternativo (o Transporte Complementar de Passageiros) em Pernambuco. A partir da aprovação da lei, a regulamentação em si ficará sob a competência do Governo do Estado, que poderá regular a atividade exercida pelos motoristas das VANS de “lotação” por meio de decreto”, explicou Antonio Fernando.

Além da regulamentação legal da atividade, Antonio Fernando defende outros direitos para o Transporte Alternativo, como redução do IPVA, isenção do ICMS na compra de veículos, e direito à utilização de placas vermelhas (que caracterizam veículos de aluguel).



Assessoria de Comunicação
Marcadores:

Postar um comentário

MKRdezign

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Tecnologia do Blogger.
Javascript DisablePlease Enable Javascript To See All Widget