Funcionários dos Correios decretam greve e serviço é afetado em Pernambuco

Funcionários do Sindicato dos Trabalhadores da Empresa de Correios e Telégrafos em Pernambuco (Sintect-PE) aderiram à greve nacional dos Correios na noite da terça-feira (10). A paralisação, segundo o Sindicato, é por tempo indeterminado e afeta os centros de distribuição, como o de San Martin, na Zona Oeste do Recife, nesta quarta (11).

No local, alguns dos funcionários carregam faixas e cartazes com as frases "não à privatização dos Correios" e "Correios privatizado, povo prejudicado". A privatização da estatal foi incluída, em agosto, no programa de privatizações do governo do presidente Jair Bolsonaro (PSL).
O portão de acesso ao centro de distribuição em San Martin, onde é possível buscar encomendas, estava fechado e, segundo os trabalhadores, o serviço não funciona nesta quarta.
Ao G1, os Correios informaram que a paralisação não deve afetar o trabalho da empresa e todas as agências devem abrir a partir das 9h desta quarta (11). Um balanço da adesão dos trabalhadores deve ser divulgado pela empresa até o final da manhã.

De acordo com uma publicação nas redes sociais do Sintect-PE, os funcionários afirmam que, entre as propostas apresentadas pela Empresa de Correios e Telégrafos (ECT), está a redução salarial entre 20% e 40%, redução de gratificação de férias de 70% para 33% e reajuste salarial de 0,80% sobre o salário-base.

Uma reunião dos funcionários está marcada para as 14h desta quarta (11), na sede do Sintect-PE, em Santo Amaro, no Centro do Recife. Às 16h, a categoria agendou uma assembleia ao lado do edifício-sede dos Correios, também no Centro da cidade.

G1 PE/Foto: Renato Ramos/TV Globo
Marcadores:

Postar um comentário

MKRdezign

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Tecnologia do Blogger.
Javascript DisablePlease Enable Javascript To See All Widget